Cinta de Poliéster Grab 2 Pernas

R$0.00

As cintas de elevação são utilizadas onde se exige maior flexibilidade substituindo cabos de aço e correntes. Práticas e de fácil utilização, leves e de melhor custo beneficio, podem ser utilizadas em cargas mais frágeis já que são fabricadas em 100% poliéster (PES)…

Disponível por encomenda

Comparar
REF: CPG2-30; CPG2-60; CPG2-90; CPG2-120; CPG2-150; CPG2-180 Categorias: ,

POLYESTER GRAB SLING

 

Produzidas conforme a NBR 15637-1.2017

As cintas de elevação são utilizadas onde se exige maior flexibilidade substituindo cabos de aço e correntes. Práticas e de fácil utilização, leves e de melhor custo beneficio, podem ser utilizadas em cargas mais frágeis já que são fabricadas em 100% poliéster (PES), as quais exigem um manuseio que não agrida o produto a ser içado ao mesmo tempo em que proveem maior flexibilidade e resistência equivalente aos cabos de aço.

As cintas de elevação de carga recebem etiqueta de identificação com todos os dados do produto rastreáveis e identificação de capacidade.

A Maxicabos trabalha com cintas em diversas variações de metragem.

 

Especificações Técnicas:

As Cintas GRAB são produzidas com fios de Poliéster de alta tenacidade juntamente com acessórios (anelões e ganchos) em aço carbono ou aço Alloy.

 Fator de Segurança  4:1

 

 

Recomendações de uso:

  • Elevar e içar cargas de diferentes tipos e tamanhos em diversos locais;
  • Utilizadas em transportadoras, portos, fábricas, indústrias e em qualquer procedimento onde é preciso elevar materiais de um ponto a outro;
  • Não é recomendado utilizar uma cinta com capacidade inferior para levantar cargas de maior peso.

 

Restrições de uso:

  • Não utilizar as cintas ou conjunto de cintas formando um ângulo de trabalho superior a 60°;
  • Não utilizar as cintas nos casos onde houver arestas e superfícies cortantes e abrasivas, seja da carga ou do equipamento de elevação, sem as devidas proteções na cinta;
  • As características originais das cintas não podem ser alteradas ou reparadas pelo usuário (reduzir o comprimento, refazer proteções, aplicar fitas adesivas, industrializar, modificar a cinta etc.);
  • Não torcer ou aplicar nós na cinta, uma vez que tais ações reduzem significativamente a capacidade original de carga e geram um elevado risco de ruptura;
  • Não podem ser emendadas cintas diretamente com outras cintas. Utilizar exclusivamente conectores ou manilhas;
  • Não utilizar as cintas em temperaturas próximas das faixas-limite (-40°C a 100°C);
  • O poliéster (PES) é resistente à maioria dos ácidos, mas pode ser danificado por álcalis.

 

INFORMAÇÕES: Ao finalizar o orçamento deste item escolha a o código de referência do produto será utilizado.